Blog Multlinks

O barato sai caro

Projetos; O barato sai caro

Muitas pessoas associam o conceito de caro ou barato ao valor de um produto ou serviço. Este é um erro muito comum. Caro ou barato refere-se a relação custo/benefício do objeto em questão e não somente ao valor financeiro.

Faz alguns dias que visitei alguns clientes e escutei a típica frase “Existem sites por 59,90” qual é a diferença entre os preços dos projetos?

Então resolvi comentar sobre esse assunto.

Aqui na agência também existem clientes que ligam pedindo para que nós façamos o conserto ou finalizemos um projeto que foi começado por alguém ou por uma empresa de sites. Os Motivos são diversos: desde o desaparecimento da pessoa desapareceu ou a enrolação dela com o cliente.

Então você deve sempre levar em contas que vantagens estará recebendo ao optar entre um produto ou serviço. Cara são as coisas pela qual você pagou mais do que elas podem lhe dar em retorno. Baratas são as coisas que você pagou menos do que ele podem lhe dar de retorno.

Em serviços é muito comum não sentir esse diferencial. Por que não é palpável, como pegar um produto, ver qualidade, material etc... não tem como de cara analisar de perto.

Exemplo: Caso você veja o anúncio de uma Ferrari por R$ 1.000.000,00 achará caro ou barato? Com certeza, ela vale muito dinheiro, mas não podemos dizer que é cara. Se você imaginar que ela é desenvolvida com a mais alta tecnologia existente, que cada detalhe é pensado minuciosamente e que é extremamente segura, talvez seja barata. Mas para não deixar dúvidas, vamos dramatizar: esta mesma Ferrari, se à venda por R$ 250.000,00, com certeza é mais barata que um Vectra de R$ 70.000,00. Embora R$ 250.000,00 seja muito dinheiro, o carro não é caro. Afinal, o desempenho, o conforto, a segurança, o design, o status são superiores, logo, o preço também é superior.

Se o carro fosse caro, ou seja, os benefícios não justificassem o preço, a Ferrari já teria quebrado. Mas ano após ano ela sobrevive, vendendo seu carro para os poucos que podem pagar. Voltados para o nosso negócio quando falamos de projetos ou de estratégias de marketing ou mesmo de um serviço.

Entenda mais:

1° Precisamos entender do que falamos;

2° Analisar se as pessoas que irão desenvolver esse projeto entendem realmente o que estão falando. Possuem prioridade e propriedade ao falar no assunto;

3° Uma só pessoa não é boa em tudo, por isso existe uma equipe por trás de um projeto. Onde o projeto final se completa.

Exemplo: um profissional que entenda de navegabilidade (Arquitetura da Informação), um Designer, um Webdesigner, um Programador, um Estrategista, um Redator…Isso realmente demanda conhecimento e mão de obra.

Por isso a diferença entre valores hoje em dia é gritante de projetos em marketing digital.

Quando você está doente procura um médico especialista. Por que faz isso?

Porque ele entende do assunto, estudou anos sobre essa especialidade.

Precisamos pensar diferente, um projeto com estratégia de publicidade vai fazer a divulgação da sua empresa e por esse motivo, ela é importante, tanto como a escolha do seu ponto de vendas e a definição da equipe que vai contratar. Veja se sua ação está sendo bem elaborada, se lhe trará resultados que cobrirão os custos e lhe trará muito retorno.

Não adianta o profissional ser um excelente webdesigner e não entender de público-alvo, estratégia de vendas, mercado e negócio.

Afinal, o projeto de um website e de estratégias de marketing digital servirão para apresentar sua empresa ou seu negócio para o mercado. E se não tiver especialistas à frente do seu projeto você pode ter resultados desagradáveis e até perder dinheiro.

Pense nisso.