Cross-Browser é uma obrigação para o seu site

Saiba mais sobre cross-browser

Se você acompanha os artigos do nosso blog, já está ciente sobre como ter um site e cuidar bem dele é uma missão complexa. Existem muitos elementos que compõem o sucesso de um website e, por falta de informação, nem sempre conseguimos colocar todos em prática. Para te ajudar nessa árdua tarefa, separamos um tópico que pode passar batido no mar de informações em relação ao marketing digital: o site cross-browser.

Não conhece esse conceito? Então, leia atentamente ao artigo porque vamos te ajudar a solucionar essa situação.

O que é um site cross-browser?

Vamos fazer um exercício de imaginação: pare e lembre como era usar internet uns 10, 15 anos atrás. Uma situação frequente era entrar em um site pelo Internet Explorer, por exemplo, e ele se apresentar de uma forma. Depois, você entrava pelo Mozila Firefox e ele tinha outra aparência. Nesses casos, era comum ver nos rodapés algo como: “site compatível com Internet Explorer”, ou “site compatível com Mozila Firefox”. Ou seja, a experiência do usuário, dependendo do seu navegador, era totalmente comprometida.

Diante deste problema de usabilidade, surgiu o cross-browser. Um site ou aplicação Web Cross-browser nada mais é do que o suporte a múltiplos navegadores de internet (Google Chrome, Internet Explorer, Mozila Firefox, etc).

A maioria dos sites que utilizam os padrões W3C de programação são compatíveis com os navegadores mais utilizados pelos usuários. Não entende muito sobre esse assunto? Esses artigos podem ajudar: O que são padrões Web? e O que é W3C?

Por que o site da minha empresa deve ser Cross-Browser?

Tudo bem, você entendeu o conceito de Cross-Browser, mas ainda não compreendeu exatamente os motivos para trabalhar essa solução. Calma que a gente explica isso também.

O principal objetivo de um site para uma empresa é ser um canal bacana de comunicação com o seu público online, visando disponibilizar informações importantes sobre o seu negócio. Portanto, é comum que ele ofereça dados como endereço, contato, serviços, entre outros.

Agora, imagine que o seu site não seja Cross-Browser e receba a visita de um usuário que não use um navegador compatível. O que vai acontecer? O visitante entrará em um website com figuras e elementos distorcidos e, muito provavelmente, sairá da página. Menos um potencial cliente para a sua empresa. Não está convencido? Imagine o quanto isso pode acontecer diariamente… A competição na Web é voraz e precisamos nos destacar ao máximo. Não adianta montar um site lindo com um conteúdo otimizado e excelente, há outros fatores a serem considerados.

Como desenvolver um site Cross-Browser

Para criar um site que funcione em todos os navegadores, é necessário testar os recursos que serão utilizados nele, sejam eles plugins, bibliotecas e demais ferramentas.

O site “Can I use…” disponibiliza uma vasta documentação sobre compatibilidade de recursos em navegadores.

Você pode, por exemplo, buscar a compatibilidade do formato de imagem Webp (novo padrão do Google) nos navegadores atuais:

webp-can-i-use-cross-browser

Se gostou do nosso artigo sobre a importância do Cross-Browser para o seu site, curta e compartilhe com seus amigos. E não deixe de acompanhar nosso blog, postamos, mensalmente, dicas para quem busca entender um pouco mais sobre o vasto universo do marketing.

Até a próxima!

Compartilhar

Blog

Compartilhamos nossos conhecimentos sobre Marketing Digital, Otimização de sites, Links Patrocinados, para que você possa entender como nossas soluções afetam positivamente os seus resultados. Confira!