Mobile commerce: a evolução do e-commerce

mobile-commerce-evolucao-e-commerce

De acordo com a Forrester Research Inc, compras feitas por celulares e tablets deverão duplicar até 2018 à medida em que mais pessoas se sintam confortáveis e seguras em comprar on-line.

O e-commerce de smartphones deverá chegar a 293.000 milhões dólares americanos em 2018, acima dos 114.000 milhões dólares de 2014. Esse volume será impulsionado por tablets, diz Forrester. A empresa aguarda transações de 76.000 milhões dólares esse ano em outras categorias, em comparação com 38.000 milhões de dólares em smartphones. No geral, a Forrester espera até o final de 2014, um valor equivalente à 294.000.000 de dólares.

Segundo a Smarter Commerce da IBM Corp, o tráfego móvel respondeu por mais de 40% de todas as compras on-line durante esse período, com as vendas reais atingindo cerca de 23%, um aumento de mais de 43% a partir de 2012.

Seja através de aplicativos, sites otimizados para celulares, meios de pagamento melhorados ou marketing personalizado, os varejistas estão reconhecendo a necessidade de criar uma experiência de compra relevante e transparente para os clientes onde quer que estejam. Uma pesquisa recente da Forrester e Shop.org descobriu que a maioria dos varejistas estão utilizando o telefone e tablete como estratégias de suas maiores áreas de foco.

Esses revendedores precisam entender como os clientes usam dispositivos dentro e fora da loja física, e aproveitar as necessidades imediatas para atender as expectativas de cada um deles. “Eles têm que pensar em como ter certeza de que eles estão capturando tanto o volume quanto possível sobre esses dispositivos e que eles não perder clientes, porque a experiência é lenta ou porque a página não carrega”, diz Sucharita Mulpuru, analista da Forrester.

Comprar produtos e serviços através de um tablet ao invés de um telefone celular, pode ser considerado um processo facilitado por telas maiores e fator de forma mais fácil – sugere uma picape no número de clientes que fazem compras lá, diz Forrester. A empresa estima que 38% dos proprietários de smartphones e 31% dos proprietários de tablets vai fazer compras nesses dispositivos em 2014. Em 2018, esses números devem crescer para 55% e 61%, respectivamente.

A Apple está programada para desvendar a sua próxima versão do iPhone em Setembro, informou a Reuters, citando um jornal de Taiwan. O novo telefone terá uma tela de 4,7 polegadas, em comparação com a tela de 4 polegadas no iPhone 5 um modelo de 5,5 polegadas ou 5,6 polegadas.

Telas maiores podem tornar os clientes mais propensos a comprar, mas o comércio não será o único fator que regula o tamanho do telefone móvel. Tendências em aplicativos, e-mail, chat e outros recursos populares celulares também irão influenciar especificações de dimensionamento do dispositivo móvel.

Compartilhar

Blog

Compartilhamos nossos conhecimentos sobre Marketing Digital, Otimização de sites, Links Patrocinados, para que você possa entender como nossas soluções afetam positivamente os seus resultados. Confira!