11 99133-4161

Black Hat: Técnicas de SEO que o Google pune e reprova

Black Hat

O anseio por ter destaque na internet faz com que muitos profissionais apelem para o famoso Black Hat, uma técnica que tenta “burlar” as regras a fim de aparecer na primeira página do Google.

Se você deseja investir em SEO precisa ter em mente alguns pontos importantes:

  • SEO não é milagre e leva tempo para construir autoridade;
  • O Google leva em consideração a experiência do usuário;
  • A primeira página é concorrida o tempo todo;
  • Seu objetivo precisa ser alinhado com conversão/vendas.

A construção da reputação de sua marca na internet é feita em médio e longo prazos. Imagine sempre que é como uma plantação: você precisa plantar, cultivar para colher os frutos desejados.

A origem do Black Hat

Era início dos anos 2000 quando o Google passou a destacar sites em seus resultados de busca por meio de palavras-chave e links externos que apontavam para eles.

Ao perceber que essa era a estratégia, alguns profissionais passaram a repeti-la tanto no conteúdo quanto na linguagem de programação sem coerência e por muitas vezes.

A palavra Black Hat, traduzida para o português como chapéu preto, é uma alusão aos filmes de faroeste (Western) em que os vilões sempre utilizavam chapéus com essa cor.

A prática agressiva logo foi detectada e passou a ser punida.

Más práticas de SEO

Diversas práticas consideradas contra as regras ainda são utilizadas. Listamos as principais já identificadas pelo Google.

Conteúdos que são punidos

O conteúdo continua fazendo a grande diferença para o posicionamento dos sites nos motores de busca. No entanto, a qualidade dele é crucial para apresentar as melhores respostas aos usuários.

No Black Hat, o conteúdo passa de mocinho a vilão quando fica mascarado, escondido ou duplicado.

A festa dos links

Sabemos que os links internos e externos fazem parte do SEO de um site e contribuem para melhorar a autoridade, bem como a navegabilidade.

O que as pessoas passaram a fazer para ter links externos? Entraram em grupos de compra de links, conhecidos como Links Farm. Deste modo, haviam sites apontando para seus conteúdos o tempo todo.

O Google também percebeu a prática ao notar inserção de links externos fora do contexto e por, de repente, um site passar a receber um consideravelmente número de links.

Como funcionam os algoritmos do Google?

A empresa de tecnologia inova a cada ano e, por isso, deixa seus algoritmos cada vez mais voltados à experiência que usuário tem ao utilizar o seu buscador.

Desde sua criação, diversas melhorias foram feitas e todo profissional que investe em SEO precisa ficar atento para adequar às diretrizes.

Confira o histórico das principais atualizações da empresa e a quem atingiu:

Evolução dos Algoritmos do Google

Punições que o Google aplica

Para que sites de baixa qualidade sejam penalizados com suas ações fora das regras, o Google pune das seguintes formas:

  • Queda de 30 posições;
  • Queda de 50 posições;
  • Queda de 950 punições;
  • Site banido dos resultados de busca.

Todas as mudanças favorecem o bom conteúdo, que segue corretamente as orientações do Google.

Conteúdo com boas práticas de SEO e Marketing Digital

Se a sua intenção é ter um site profissional, que seja amigável ao Google e com as melhores práticas, aproveite para ler o nosso e-book:

Como fazer sua empresa crescer com estratégias de Marketing Digital

Compartilhar

Blog

Compartilhamos nossos conhecimentos sobre Marketing Digital, Otimização de sites, Links Patrocinados, para que você possa entender como nossas soluções afetam positivamente os seus resultados. Confira!